Institucional

Dicionário de Siglas

Feeds -Saúde Web

SARS e TI
Aparentemente uma epidemia que atinge parte do mundo, mas deixa a Europa e os EUA de fora, pelo menos por enquanto, não pode influenciar nos negócios da área de Tecnologia da Informação, no entanto não é o que se tem visto.

Com o avanço da SARS – Síndrome Respiratória Aguda Grave, mais conhecida no Brasil como pneumonia asiática, que já totaliza mais de 400 mortes e alguns milhares de pessoas infectadas, principalmente na Ásia, executivos de multinacionais têm cancelado reuniões naquela região e diversos eventos já foram cancelados ou adiados para evitar um fracasso de público.

A Intel, maior fabricante de processadores do mundo, que mantém fábricas nos países asiáticos afetados pela epidemia, cancelou as conferências do Developer Forum que seriam realizadas em Taipei e Pequim em abril e a Sun Microsystems adiou o Shangai SunNetwork 2003 para data ainda a ser definida.

Outras empresas têm culpado a epidemia por resultados vermelhos em seus balanços, já que algumas delas fecharam o ano fiscal agora em 30 de março, no entanto há que se analisar a fundo esta questão para verificar até onde a doença poderia ter afetado os faturamentos, já que os primeiros casos surgiram no final de março e início de abril.

O maior impacto tem sido mesmo no desenvolvimento de novos projetos nos EUA e países que dependem de hardware fabricado nos países asiáticos (Você já experimentou dar uma olhadinha nas placas que compõem seu computador ? Faça isso e veja quantos componentes com a marquinha “Made in ...” reportam aos países afetados pela SARS).

A Ásia contituiu-se, nos últimos anos, no maior produtor de chips, placas e outros componentes eletrônicos devido ao baixo custo de mão-de-obra e alta capacidade para informatização/robotização de processos, o que gerou uma dependência gigantesca deste continente.

Há alguns anos atrás uma fábrica de chips de memória incendiou-se em Taiwan e o fato gerou um aumento expressivo nos preços, até que a demanda pudesse ser suprida por outra produtora.

Resta-nos torcer para que pesquisadores consigam rapidamente identificar uma forma de controle da doença e o impedimento do avanço da epidemia, para que possamos ter dias mais tranquilos.
 

Feeds - Portal VoIT

Últimas Notícias